Chuva de emoções



Nem mesmo toda a chuva e tempo ruim impediu o sucesso do lançamento oficial de F#ck and Punch – livro de estreia do mais novo e promissor autor da editora Quimera: Caio Cezar Lamarca.


Dia 16 de junho, na livraria Leitura do ParkShopping Campo Grande, familiares e muitos amigos compareceram ao evento para prestigiar o autor e, claro, garantir seu exemplar autografado. A reunião foi adoçada pelos Quitutes da Helô e foi registrada pelas lentes de Rebeca Araujo. Você pode conferir as fotos nas páginas oficiais da Quimera no Facebook e Instagram (@quimeraproducoesliterarias).


F#ck and Punch já vem conquistando seu espaço: se tornou best-seller e se manteve na lista dos mais vendidos em 3 categorias no site da Amazon. O livro que reúne uma compilação de textos que abordam temas variados como amor, dor, lições e experiências ao longo da vida, de forma descontraída e com uma pitada erótica.



O autor - Caio Lamarca - conseguiu controlar o nervosismo, mas deu rédea solta à animação. Em entrevista, ele conta para a Studio Q sobre seu início na escrita, sua maior inspiração, planos para o futuro e muito mais. Confira o papo com o escritor:


Primeiramente, eu quero saber qual o momento que fez você pensar "eu vou escrever um livro" e efetivamente colocar isso em prática

Caio: Eu sempre escrevi, mas nunca mostrei pra ninguém pois achava algo muito pessoal. Um certo dia, uma amiga estava mal e mostrei um texto meu pra ela. Se encaixava no que ela estava passando. Ela disse que aquilo a ajudou a sair um pouco da fossa e que eu deveria escrever um livro que pudesse ajudar outras pessoas.


Como surgiu a ideia para o livro? Quais foram as inspirações e como se deu o processo criativo?

Caio: Eu tenho um Instagram (@fuckandpunch). Eu publicava meus textos lá junto com os desenhos da Thaina que, inclusive, fez a capa. Minha maior inspiração é o velho safado. Bukowski foi uma paixão à primeira vista. O processo criativo é meio louco... às vezes vejo algo na rua que me faz querer escrever, uma música, um casal, uma lembrança...


O que te influencia na hora de escrever? Quais são suas maiores referências?

Caio: Como disse, Bukowski é minha maior referência, mas acho que todos os livros que você já leu são base pro que você escreve. A música me influencia muito. Eu só escrevo ouvindo uma playlist.


Como 'F#ck and Punch' é livro de estreia, quais são as expectativas e os medos?

Caio: O mundo literário é difícil, muitos já sucumbiram. Muitos - até muito melhores do que eu - só foram exaltados depois de póstumos, então esse é um medo. As expectativas são sempre as maiores possíveis. Se eu não acreditar no meu sonho, ninguém vai acreditar por mim. 


Se colocando em uma posição de leitor, qual é a melhor coisa sobre o livro, para você?

Caio: Acho que os textos se conectam com várias experiências que todos nós passamos na vida, e me conectar com quem escreve, como leitor, é primordial.


Fala sobre esse começo com a Quimera e a relação com a editora

Caio: No começo pensei que era apenas uma pegadinha, que nada disso iria pra frente como eu imaginei que fosse. Hoje em dia eu não me vejo em outro mundo que não seja esse.


O que podemos esperar de 'F#ck and Punch' e dos futuros projetos de Caio Cezar Lamarca?

Caio: Eu já tenho outros planos que estão na minha cabeça, porém, diferente de F#ck and Punch, quero fazer uma história mais fechada... um romance, por exemplo.


Falando sobre futuros projetos... já existe algum em andamento? Pode dar algum spoiler para aguçar nossos sentidos?

Caio: Vamos só dizer que a minha inspiração para o próximo livro, além do Bukowski, é Stephen King...

Sentiram que vem coisa boa por aí, não é?

Ainda sobre o autor, a CEO da Quimera - Marianna Roman – comentou sobre o jovem:

"O que eu penso que o Caio tem de diferencial são três coisas: a primeira é essa vontade que ele tem de aprender, de estar dentro da literatura. Essa é uma coisa que hoje em dia é difícil de achar, principalmente para alguém novo. A segunda, é que o Caio tem histórias que se aproximam muito das pessoas. Eu acho isso muito importante. Antigamente, mesmo na literatura de fantasia - que a gente entende que não tem compromisso nenhum com a realidade - os personagens eram muito distantes e perfeitos. As pessoas queriam se espelhar, mas muitos não liam ou abandonavam a história porque não se identificavam. Quando você lê a história do Caio, você consegue se ver ali. Essa é uma característica muito boa da literatura contemporânea: os personagens estão cada vez mais próximos das pessoas reais. E o Caio mantém essa linha. A terceira coisa é que eu realmente acho que ele escreve bem. Ele tem e desenvolve ideias boas, e o fato de ele ter esse comprometimento vai fazer com que ele melhore cada vez mais."



F#ck and Punch está disponível na Livraria Leitura do Park Shopping campo grande e na loja online da Quimera. Você pode fazer seu pedido via inbox na página oficial do Facebook da editora. Adquira logo o seu e comente em nossas redes sociais o que achou do livro. Boa leitura!



Por Julia Morais

0 visualização
 

Formulário de Inscrição

Rua Cartunista Millôr Fernandes, 1001 - casa 66A, Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro, RJ - 22790-691 | CNPJ: 29.158.914/0001-67

*Para compras na loja online, o envio é feito através dos Correios às sextas-feiras.

*Chegada a partir de 15 dias após envio

*Envios da loja feitos às sextas-feiras (para envios feitos às sextas, o envio só será feito na sexta seguinte)

*Os prazos estão alterados por conta da pandemia

*A editora não se responsabiliza por atrasos ou outros problemas nos serviços de terceiros.

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter

©2019 by Grupo Editorial Quimera | Rio de Janeiro, RJ