Há sempre segredos nas sombras

Há quase um ano, viemos aqui contar o início dos trabalhos como editora, finalmente lançando nosso primeiro livro. Não importa quanto tempo passe, é sempre uma emoção diferente para o autor - mesmo que seja uma segunda edição de um livro. Os leitores pediram bis e "Sobre Segredos Sombras", o best-seller que assombrou os pesadelos de tantos, em ebook e na forma física, está de volta e com uma novidade para todos os que esperaram o próximo despertar: uma continuação.


No dia 31 de março (há exatos 12 meses - comemorando o aniversário da primeira publicação), a livraria Leitura do Bangu Shopping recebe a Duologia Sobre Segredos Sombras - seus autores e leitores. "Ebony Segredos Sombras", escrito pelo autor Elyonay Souza ("Enquanto você não vem"), é a continuação eletrizante do livro de Josué Dantas e Marianna Roman.





E a pergunta que não quer calar é: quantos segredos se escondem nas sombras?

A Studio Q foi até o autor dessa continuação tão esperada para saber o que ele, como autor e leitor, tem para nos dizer sobre a duologia e as tantas expectativas de autores e leitores sobre ela.


StudioQ:Como leitor de “sobre segredos sombras”, o que você pode nos dizer sobre a obra?


Elyonay Souza:A obra explora, de forma subentendida, o despertar da curiosidade do leitor atento. A história libera pequenas doses de informação que, para alguém disperso, podem ser apenas alucinações ou simples sensações exprimidas com base na introspecção do protagonista. Foi o fio condutor que me levou a finalizar a leitura em poucas horas.


SQ: Qual sua relação com o gênero do conto, você é fã da literatura de suspense/terror?


ES:Sou amante do suspense/terror desde que me entendo como ser humano. Sempre assisti a filmes e animações do gênero, mas devo dizer que a literatura do horror entrou há poucos anos em minhas veias. Ainda que sendo o mais recente gênero que me peguei preso de fato, tenho notado que li muito mais livros com essa pegada do que de outros estilos.


SQ:Qual foi seu maior desafio pra escrever “Ebony”?


ES:Surpreendi-me, com "Ebony Segredos Sombras", ligado diretamente a dois desafios. Os demais não passam de desafios que existiriam de qualquer modo, se eu tivesse escrito qualquer outra obra, de qualquer outra forma. Destaco o primeiro como sendo o fato de estar dando continuidade a obra de outra pessoa. Eu não estava, tão simplesmente, continuando uma história. O trabalho era dar continuidade a uma ideia. Era necessário entrar na cabeça dos autores e exprimir seus desejos para a obra que seria dada continuidade, mas não pelas palavras deles, mas pelo o que foi escrito no primeiro livro. Absorver o estilo de escrita faz parte desse processo, impregnar-se de algumas personalidades que os autores podem ter assumido ou não no momento em que descreveram essa ou aquela cena.

Por outro lado, tão equivalente quanto, encontrei um enorme desafio que é o problema de todo autor ao escrever um livro como Ebony. Assumir personalidades que naturalmente são desprezíveis e rejeitadas com desgosto, nojo e até mesmo ódio. A repulsa que era sentida pelo protagonista devia ser isolada e neutralizada para que pudesse fazer o que ele fez, sem deixar que, na narrativa, deixasse escapar alguma palavra ou mensagem que deixaria no ar a reprovação do autor pelo o que estava a acontecer. Este, de fato, posso dizer que foi o maior dos desafios. Ebony não é para qualquer um. É preciso mais do que estômago para essa leitura.


SQ:De onde surgiu a ideia para escrever “Ebony”?


ES:O primeiro livro destaca muito os transtornos e pesadelos do protagonista que não se mostram com natureza em suas ações atuais, mas sim em algo passado. A morte de sua mulher. Os pesadelos constantes e a forma dramática como se encerra a primeira obra era um amaranhado de ideias para reiniciar, mais uma vez, desperto de um pesadelo.

Decidi, então, dar poderes especiais a Ebony. Não literalmente, é claro. Dei a ela o poder de ser a razão de tudo, não pela sua morte, mas por ser o que ela era e como ela era. Ebony é real, ela pode ser você, pode ser uma sombra no beco ou mesmo seu melhor amigo.


SQ:Defina essa duologia em uma frase.


ES:SOBRE todas as coisas há SEGREDOS nas SOMBRAS.


Por Marianna Roman

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo